Sete fotos comuns que escondem detalhes espetacularmente inimagináveis

Vivemos em uma época onde somos constantemente bombardeados por imagens em todas as direções possíveis, e como resultado, raramente paramos para olhar pra elas por mais de alguns segundos, a menos que elas venham com uma legenda bem descritiva ou que remeta a algum tipo de putaria. No entanto, por vezes, uma foto que à primeira vista parece ser completamente chata e mundana, pode revelar alucinantes detalhes, uma vez que você se preocupe em dar uma olhada minuciosa nela.

A próxima vez que você estiver distraído rolando para baixo seu feed do Facebook, tenha em mente que uma dessas fotos que você está ignorando pode estar escondendo algo que vai mudar o mundo…

07. Localizando um demônio

fotos-marcantes

Se lhe pedisse pra observar a coisa mais importante nesta imagem, você provavelmente diria que é o fato de que todo mundo está usando o mesmo chapéu. No entanto, há duas coisas historicamente importantes sobre essa fotografia: Em primeiro lugar, esta foi feita em 02 de agosto de 1914, no Odeonsplatz de Munique , e mostra a reação alegre da multidão alemã na praça durante o anúncio da Primeira Guerra Mundial, e parecia que nada poderia dar errado para eles. Lembre-se, nesta época palavras como “nazista” e “Holocausto” não significava nada para o povo alemão.

A segunda coisa está dentro dessa multidão (lá vai uma dica sutil do terror que aguarda o país): dê uma olhada mais de perto no homem do círculo e veja se você reconhece…

fotos-marcantesSim amigos, tão certo como a tesoura corta o papel, esse é Adolf Hitler com 26 anos de idade – amarradão só por que seu país está indo para a guerra, ou, eventualmente, perguntando às pessoas se elas gostaram de seu novo bigode. Ele está a duas décadas antes de sequestrar a nação para o nazismo e leva-los para um conflito global ainda mais devastador.

fotos-marcantesVocê não pode ver suas pernas, mas a julgar por esse corte de cabelo, ele deve estar de bermudinha de tergal.

A foto foi tirada por Heinrich Hoffmann, que viria a tornar-se fotógrafo pessoal de Hitler. Em 1932, Hitler visitou o laboratório de fotografia de Hoffmann e mencionou que ele estava no meio da multidão no Odeonsplatz. Hoffmann olhou em seus negativos e, com certeza, encontrou uma cara que só poderia pertencer ao futuro Fuhrer.

fotos-marcantes“Se não for o Charlie Chaplin com certeza é o Hitler”.

Recentemente historiadores alemães colocaram a autenticidade da foto em dúvida, alegando que Hoffmann poderia ter fingido para calar os críticos que questionaram o patriotismo de seu patrão. Você confiaria em historiadores de um país onde metade das crianças ainda não sabem o que foi o nazismo.

06. O homem do tanque

fotos-marcantes

 

Se eu tivesse postado esta imagem no Facebook, você com certeza olharia para ela por meio segundo – ninguém nunca dá a mínima para minhas imagens – e concluiria que é uma foto completamente normal de dois manolos correndo no parque (apesar de que eles poderiam estar usando essas bikes aí do lado). Maaaaaassss, uma vez que você “olhasse” para o fundo, dois pequenos detalhes estranhos se destacariam. O primeiro, claro, é que há tanques próximos do canto superior direito:

fotos-marcantesOnde está o mano do tanque na Praça da Paz Celestial quando se precisa dele?

Assim, apesar da expressão divertida do primeiro cara, eles não estão apenas passeando: Eles estão fugindo de tanques. O segundo detalhe na foto abaixo, ainda mais importante, é um homem solitário que pode ser visto entre as árvores.

Pera um minutinho aê, não levanta agora pra dar aquela necessária defecada não, analise isso antes — um homem solitário parado no meio da rua, carregando dois sacos de supermercado, em frente de alguns tanques:

fotos-marcantesEsse é o ( ainda desconhecido ) cara da famosa foto dos protestos da Praça de Tiananmen em 1989, segundos antes de ele plantar-se diante de um monte de tanques enviados para dispersar os manifestantes e obriga-los a parar por um longo tempo.

(pera que vou assistir a novela)…(pronto, cabou)

A foto foi feita pelo correspondente da Reuters Terril Jones. Ele descobriu que ninguém iria se importar com sua foto uma vez que outra pessoa tinha fotografado a mesma situação de um ângulo muito melhor. Jones não publicou a foto até 2009, depois de ler uma retrospectiva do New York Times sobre o homem do tanque. E o mais alucinante é que ele mostra que foi premeditada a ação do cara. Quando é que a gente iria imaginar que o cara já estava lá paradinho esperando a parafernália toda chegar? Ele não apenas atravessava a rua coincidentemente na hora da chegada dos tanques – ele viu chegando a uma considerável distância e intencionalmente ficou lá para bloquear sua passagem – muito foda esse cara manos.

fotos-marcantesEnquanto isso, esse corno aí, com medo e provavelmente já todo cagado, corria pro banheiro mais próximo.

05. Localizando um demônio II

fotos-marcantesRápido, diga qual das crianças nesta imagem é atualmente um ditador assassino? Esta parece ser uma foto completamente normal de colegas de escola, mas um daqueles rostos jovens inocentes na verdade pertence a uma figura pública infame de hoje, e acredite ou não, não é o garoto com o boné para trás. Tá bem, vou ajudar:

fotos-marcantes

 

Mesmo com o círculo vermelho e tudo, ainda é difícil entender quem é o próximo Saddam Hussein neste instantâneo (sempre quis escrever assim), afinal de contas, eles parecem ser adolescentes felizes se divertindo. No caso de você não ter percebido ainda, o garoto no círculo é Kim Jong Un, o atual “Querido Líder” da Coreia do Norte, um regime comunista que, sim, ainda assassina seus cidadãos sempre que se sentem no “dever” de fazê-lo ou quando os rotula como “criminosos de guerra” onde para ser condenado basta falar ao telefone celular.

Como se vê, em sua adolescência, Kim Jong Un foi enviado a Suíça para ser educado. De 1996 a 2001, ele estudou e fez amizade com colegas que não sabiam de sua verdadeira identidade. Nesse momento a única coisa que importava ao pequeno Kim era jogar basquete e, dado o período de tempo, possivelmente, ser xará do Power Ranger.

fotos-marcantes

 

fotos-marcantesÉ exatamente a mesma cara, só que na 2ª foto Kim desenvolveu um segundo queixo

Em 2001, “Pak Un”, como seus amigos o conhecia, simplesmente não apareceu mais na escola, e ninguém viu novamente o cara até cerca de 10 anos mais tarde, quando o então governante da Coréia do Norte Kim Jong Il morreu e seu sucessor acabou por ser o cara da escola. Imagino o “disse-me-disse” que deve ter sido na reunião de classe, se ele ia aparecer e matar um monte de gente ou não.

04. Bill Paxton de macaquinho no dia do tiro em JFK

fotos-marcantesVocê deve imaginar a partir do olhar lascivo no rosto de todas as mulheres (e alguns homens) presente nesta imagem, que eles estão olhando para o presidente John F. Kennedy. Na verdade, esta foto foi tirada enquanto Kennedy estava dando um discurso no Hotel Texas, em Fort Worth, em 22 de novembro de 1963, o mesmo dia em que ele foi baleado e morto.

[Um pequeno adendo]

— Lee Harvey Oswald foi o atirador doidão que levou a culpa pelo assassinato do ex-presidente americano John F. Kennedy, encobrindo a grande conspiração que envolvia a CIA, a KGB, a Máfia, os Illuminati, a Rede Globo, a Igreja Católica e o Guaraná Dolly, além de vários outros acionistas minoritários. Foi morto a caminho da cadeia por uma multidão furiosa composta por um homem só, levando para o túmulo a chance de dizer quem realmente foi responsável pelo crime —

Então qual o pormenor louco que estamos procurando aqui? Lee Harvey Oswald acenando de uma janela? Um Illuminati? Não, mas confira o garoto nas costas:

fotos-marcantesParece familiar? É, eu sei que não! Mas se você já viu Aliens, Twister, Apollo 13, Titanic e Aliens (ninguém assistiu apenas uma vez), então fique sabendo que esse é Bill Paxton aos 8 anos.

fotos-marcantesNo dia do assassinato de Kennedy, o irmão do pequeno Billy Paxton convenceu o pai a levá-los para ver o presidente discursar. Aparentemente, o pai de Paxton não era um grande fã de atos cívicos, porque na foto o garoto tá sentado sobre os ombros de um cara que ele não conhece. Veja lá um outro ângulo:

fotos-marcantesPaxton ainda tem as fotos guardadas em sua coleção – você sabe, apenas no caso de precisar de um álibi para esse dia.

03. A primeira foto de uma pessoa

fotos-marcantesVocê já percebeu como em cada foto antiga da primeira metade do século 19 as ruas sempre estão vazias? Isso porque naquela época fazer uma única foto era um grande pé no saco: as primeiras câmeras demoravam até 10 minutos para realmente obter uma imagem, e ninguém estava disposto a ficar parado por muito tempo apenas para o benefício de ter sua alma roubada por uma estranha máquina, porra, convenhamos. Nada que se movia apareceu em fotos. As pessoas realmente só começaram a tirar fotos de outras pessoas na última metade do século.

A foto acima de 1838 é um exemplo perfeito disso: É apenas uma outra rua em preto-e-branco sem ninguém por perto – exceto por aquele cara dando um brilho no sapato. Tá vendo? Aqui tá ampliado:

fotos-marcantes

 

A foto foi tirada por Louis Daguerre, que provavelmente não pensou que iria ganhar notoriedade 170 anos mais tarde, quando um blogueiro descobriu que foi a primeira foto mostrando um ser humano, mesmo que ele se parecesse mais com uma espécie de sombra ou fantasma do além. Outro blogueiro criou uma versão colorida , onde você pode vê-lo mais claramente:

fotos-marcantesEste foi um processo complicado, porque, como você sabe ainda não tinham inventado a cor naquela época.

A identidade do primeiro homem a ser fotografado é desconhecida. Quanto ele pagou para o engraxate? Irrelevante.

02. A primeira foto de uma pessoa… veja isso

fotos-marcantesSe você me perguntar o que é tão surpreendente nesta foto de um time de beisebol de 1886, eu simplesmente vou apontar o óbvio: Esta foto foi tirada em um momento todo classudo, quando os homens usavam cartolas em estádios e 18 entre 24 jogadores tinham incríveis bigodões bem penteados, inclusive. No entanto, ao olhar atentamente para o homem, no canto superior esquerdo – mais especificamente, no que ele está fazendo pra você com a mão, sim amigo e amiga, é pra você:

fotos-marcantes“Chupa isso galera do futuro!”

Esse escroto é o lendário arremessador Charles “Old Hoss” Radbourn conhecido como o primeiro cara a dar o dedo para a câmera . Sério, se há uma outra imagem antiga com o registro deste gesto, eu nunca vi. Aliás eu nem sabia que insinuar que o dedo “maior de todos” era uma piroca fosse tão antigo assim.

Radbourn era um jogador bastante popular na década de 1880, e ainda é o único na história da Major League Baseball a ganhar 60 jogos em uma temporada. Ele ainda tinha o seu próprio cartão de baseball, veja:

fotos-marcantesPera seu sacana. O que você tá fazendo com seu…

fotos-marcantesPuta merda, além de ser o primeiro, ele também é o segundo cara a mostrar o dedo pra câmera.

01. O alemão, que não deu a mínima

fotos-marcantesÉ fácil pensar que todos na Alemanha nazista eram uns monstros porque, bem, era a Alemanha nazista. Esta foto de uma multidão de pessoas aparentemente normais que executam a saudação nazista certamente contribuirá com essa percepção – a foto foi tirada durante o lançamento de um navio da marinha alemã em 1936, durante uma cerimônia que contou com a presença do próprio Adolf Hitler. Como você pode ver, todos os presentes estão mostrando o seu apoio incondicional para Der Fuhrer, fazendo uma demonstração do seu melhor “Seig Heil”.

Bem, “quase” todos:

fotos-marcantesOlhe mais de perto – não é só o fato do cara não estar fazendo a saudação em um tempo e um lugar onde isso poderia facilmente ter sido o motivo de sua morte, mas ele está realmente com a melhor cara de “vão tomar no rabo”.

fotos-marcantes

Pense nisso: Hoje em dia você pode apanhar se vestir a camisa de seu time na frente de pessoas do outro time. Esse malucão estava de pé, no meio de uma multidão de nazistas literais, e ele ainda teve a coragem de não acompanhar a parada, levando-nos a crer que ele teria participado da cerimônia simplesmente para dar um peido pro Hitler. Olha a cara de se espremendo que ele tava.

Como sabemos que ele não estava apenas descansando os braços ou algo assim? Porque agora realmente sabemos quem ele era: Seu nome era August Landmesser, e não muito tempo depois que esta foto foi tirada, ele foi preso por tentar se casar com uma mulher metade-judia, o que era ilegal. Isso mesmo, esse mano tinha “tentativa de casamento” em sua ficha criminal.

Nem Landmesser nem a sua candidata a esposa sobreviveram à guerra, mas suas duas filhas sim, e, em 1991, uma delas reconheceu seu pai na foto e começou a compartilhar essa porra com o mundo.

fotos-marcantes

Hitler? Hipster!

Xonou?

Comentários ofensivos, abusivos ou com spam, fará com que você seja banido de comentar!